5ª PARTE - A GRANDE DECISÃO

5ª PARTE - A GRANDE DECISÃO

A gente corre o tempo todo para todos os lados numa ânsia de conquistar as coisas, de ganhar dinheiro para nos garantir no futuro, de conseguir status, de ganhar a competição, como que se nós fossemos eternos e principalmente, como se fossemos de ferro.

Muitas vezes acumulamos riquezas, temos vários carros, investimos em imóveis, na bolsa, compramos ações, compramos moeda estrangeira, guardamos debaixo do colchão, nos preocupamos, ficamos doentes, deixamos de brincar com os filhos, esquecemos de dar atenção à família, abandonamos os amigos, arriscamos a pele nos negócios, apenas porque o capitalismo nos ensinou que a nossa sobrevivência depende dessas coisas.

A bíblia nos mostra claramente as palavras de Jesus no Evangelho em Mt 6,24-34:"Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza. Portanto, eis que vos digo: Não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, como vos vestireis. A vida não é mais que o alimento e o corpo não é mais que as vestes? Olhai as aves do céu: Não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas? Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um côvado à duração de sua vida? E porque vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam. Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles. Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos? São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isto. Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado."

Esta passagem diz tantas coisas que se bastam a si mesmas, mas convém novamente recordar aquele chavão: Caixão de defunto não tem gaveta. Significa que da vida não levaremos nada, apenas a fé e as obras, e mesmo assim dependeremos da misericórdia de Deus.

Tenho um amigo que me ensinou uma lição muito singela, quando me disse: De que me adianta acumular coisas, se só posso comer um prato, se só posso dirigir um carro e se só posso morar em uma única casa?

A propósito, me lembro daquela história de uma freira que cuidava de um grupo de leprosos e de um milionário americano, que vendo a religiosa trabalhar em meio ao fétido ambiente dos hansenianos lhe disse: Senhora, eu não faria esse trabalho por nenhum dinheiro do mundo! E ela respondeu: Eu também não!       

 

E pela vida eterna no céu o que você faria?

   Você seria fiel e obediente a Deus?

       Pois é isso que nós queremos viver nas comunidades.

          Obediência e fidelidade a Deus e Maria Santíssima.