A PONTE DA SALVAÇÃO - Resumo do livro Salvai Almas I

A PONTE DA SALVAÇÃO - Resumo do livro Salvai Almas I

Apresentamos aqui apenas um resumo do livro SALVAI ALMAS I – Fundamentos da Salvação, porque se trata de uma construção minuciosa, e incrível. O seu relato completo não caberia em menos que 20 páginas e isso não vem ao caso. O arcanjo São Miguel, ia explicando o desenho e ajudando a formalizar a "idéia"... Ficou assim:

JOSÉ DESCREVE: (Resumo e complementos de Aarão) -

No início, era aquele abismo negro e infinito do sem Deus. Era preciso estabelecer uma base de apoio, uma rocha. Cristo é esta "base de aço"! Sobre essa rocha, essa base, se deve firmar o fundamento, o alicerce. Este alicerce é a fé em Jesus Cristo, que diz "Quem crer em Mim... será salvo"! As "pedras" para a construção, são a caridade, a penitência, as orações e os sacramentos. A solda, a liga, é o Preciosíssimo Sangue Redentor de Cristo. Sem Cristo não há salvação! Com estes elementos todos, toda a salvação é possível. Some-se a isto a família, como elemento aglutinador.

A emoção foi forte demais, porque a cada dia de oração surgiam novas surpresas. Devo esclarecer que, particularmente, jamais em toda a minha vida de fé, pude sentir uma coisa tão forte, tão simples e tão majestosa, mas também tão humilde, tão singela e tão fácil de entender. Tudo tão magistralmente concebido, que apenas o AMOR é capaz de propor tal obra de "engenharia". E isso apenas para salvar uma alma, de uma pessoa que ainda está viva. Fantástico!

Que atos? Que pessoas? Por quê? Cada pedra deveria ter uma explicação. Claro, nós deveríamos copiar o relato na íntegra, mas isso envolveria o nome de centenas de pessoas, padres, vivos e falecidos... não dá! Para não haver conflito com familiares, não mencionamos os nomes.

Em síntese: São ao todo 151 cristais perfeitamente encaixados, formando 19 carreiras de pedras, sextavadas, postas uma a uma, sobre a base "de aço" já citada. Por sobre elas, há no final, o "piso da ponte", composto por mais 9 nomes. Sob o piso mais 8 blocos quadrados cada um com o seu nome e acima deles as fotos de Jesus e de Maria e acima as letras "JHS".

No total aparecem 168 nomes de pessoas, alguns santos, muitos repetidos diversas vezes. Cada pedra ou cristal, representa uma graça, formando tudo um verdadeiro "quebra-cabeças", um "puzzle", onde nenhum ato se perde e tudo se encaixa e se transforma para o bem das almas.

Vamos citar apenas as obras que as pessoas fizeram para merecer ter seus nomes ali: É apenas Deus, na Sua Infinita Sabedoria, quem as direciona conforme Sua Santa Vontade.

QUEM E POR QUE, ERA O "DONO" DAS "PEDRAS"!

COMO SALVA-SE ALMAS?

 

SOFRER CALADO: Se cada um carregasse CALADO a Cruz que Deus lhe deu, ninguém se perderia.

01. Nilton: Sofrera demais em vida com dona Hilda, uma pessoa irascível. Usava estes sofrimentos como pedras, que serviriam para sua própria salvação, transferindo-as para ela;

O padecente pode dispensar suas graças, mas isso não soma para ela em mais graças. Quer dizer, a alma do Purgatório não pode rezar para si. A pessoa precisa rezar é em vida. Não deve esperar também, que apenas a devoção a um Santo, a leve a salvação.

DEFENDER OS MAIS FRACOS: Quantas vezes JESUS fez assim?

02. Um filho de José: O único que defendia dona Hilda quando os outros da casa a atacavam;

Sofria muito por isso. Este sofrimento já passado, era transformado em cristais..(pedras)

A pessoa viva(militante) ao rezar pelas santas almas, transfere graças para elas e junto soma méritos para si própria. Aceitar os outros como são, não criticar, não JULGAR, mas antes defender as pessoas é uma incrível fonte de graças.

INSISTIR COM OS OUTROS NA ORAÇÃO: Ensinar a salvar almas. Eis uma boa fórmula para ganhar o Céu!

03. Uma professora amiga que lhes deu o livro das 15 orações, mensagens, terços.. etc. Tem 4 pedras.

Atos simples de evangelização que cada um pode fazer. DEUS não deixa escapar nada.

ELE direciona as nossas boas ações para as almas que quiser, segundo SUA Santa vontade. Também nossas más ações interferem na "vida" dos outros. Eis porque é necessária a reparação.

USAR OS RECURSOS QUE DEUS LHE DEU NA EVANGELIZAÇÃO: O que você levará deste mundo?

04. Senhor X...: Oito pedras. Imprimiu 10 mil livrinhos das 15 Orações e os distribuiu de graça;

Quantas milhares de almas se salvaram por este gesto tão simples? É sobrecarregado de pedras;

Há pessoas que somam milhares de graças em vida. Um santo, por exemplo. É por isso que do Céu, junto de Deus ele pode ajudar mais, tanto aos padecentes como aos militantes. Veja o que vamos afirmar: Um santo em vida pode santificar milhões de almas. Isso! Milhões!

AJUDAR OS NECESSITADOS: Dar de comer a quem tem fome. Dar de beber a quem tem sede...

05. Vicente. Um amigo de Nelson. Falecido! Na glória; Usava suas sobras de graças, para ajudar o Nilton. Ele não precisa mais delas, mas as pessoas continuam rezando pela sua salvação.

Estas graças referem-se àqueles que já estão no céu mas as pessoas continuam rezando por elas e lhes transferindo graças. Elas têm toda a liberdade de dá-las a quem as pedir.

SER CONDESCENDENTE: Ceder, mesmo estando certo! Quase sempre, nestes casos, é melhor que impor!

06. A comadre de Hilda: Falecida e estava na glória. Usava as pedras que lhe "sobravam" no céu.

Pedia em retribuição: "Rezem pelo meu marido Arlindo", que mudou para as Testemunhas de Jeová".

O glorificado, pode distribuir suas graças, tanto aos padecentes quanto aos militantes. Apenas não as transfere para os santos que não precisam delas. Mas pode ajudar se outro santo pedir.

CUMPRIR AS PROMESSAS: Lealdade! Verdade! Amizade!

07. Padre Vítor, salvo pelas orações deles e que prometera ajudar a família. Cumpria assim o prometido. Ele aparece em diversas pedras de diversos carreiros.

O glorificado adquire uma incrível fonte de graças quando chega junto de DEUS. Por isso a frase: "quanto mais Santos houver no céu, mais o céu terá forças para ajudar a terra". Você viu o quanto este sacerdote ajudou a Nilton e Hilda.

ACEITAR OS IDOSOS: Quem já ouviu com paciência a mesma história da vovó, contada pela centésima vez?

08. A filha de José, viva, teve muitos dissabores com vovó Hilda; Seus dissabores, aceitos com paciência, são transformados em ajuda para salvação.

Sofrer com paciência é das coisas que mais soma méritos. "Quem não carrega a sua cruz não tem parte Comigo, diz JESUS".

SER GENTIL: Um sorriso? Para você pode valer o céu. Para uma alma do purgatório, a glorificação!

09. Uma colega viva de dona Hilda, ministra da Eucaristia em São Paulo. É sua companhia nas horas de solidão e esta gentileza é transformada em "pedras";

Gentilezas, sorrisos, suspiros, pensamentos, tudo isso salva almas. Basta ter esta intenção!

SER AMIGO, ATÉ DOS INIMIGOS: "Perdoai até aos vossos inimigos".

10. Filho de Hilda, falecido e na glória... Tinha pedras de sobra. A mãe o fizera sofrer muito por não ter aceitado como devia a sua esposa e a tratara mal;

O sofrimento, por mais duro que seja, é dádiva de DEUS. Através dele podemos ganhar o céu mais facilmente. O perdão, quanto mais imediato, mais graças soma, menos traumas acumula.

AMOR FILIAL: Ama teu pai e tua mãe e terás vida longa sobre a terra!

11. Aldo, um filho de dona Hilda _ Sofreu muito com a mãe. Ela foi decisiva na separação dele e sua esposa. Mãe e filho jogavam baralho _ Ele não trabalhava, mas a mãe o apoiava _ Contudo ele já perdoou a mãe _ Já não guarda mais ressentimentos _ Tem duas pedras;

As mágoas causadas por outros devem ser imediatamente esquecidas para o próprio bem da pessoa que magoou. Se alguém, ainda vivo, guarda mágoas de outro já falecido, fatalmente ele manterá a alma presa no Purgatório em sofrimento. Se ele morrer também, ficarão ambos lá!

PERDOAR SEMPRE: O perdão é o princípio da cura. Do corpo.. da alma!

12. O genro de José. Falecido em acidente automobilístico, estava na Glória.

Dona Hilda "judiara muito dele e de sua esposa", mas ele já a perdoara mesmo antes de morrer.

Não falamos aqui apenas em méritos para o céu, mas também em méritos para o inferno. Vejam os procedimentos condenáveis que foram aos poucos, atravancando o caminho de dona Hilda.

REZAR PELOS OUTROS: A oração ressuscita até "mortos". (Espiritualmente)

13. Tia de José. Falecida e na glória. Morreu em frente à TV assistindo a santa Missa. Isso marcou muito Hilda, que sempre fazia o mesmo, imaginando morrer da mesma forma;

Os glorificados não sofrem mais. Mesmo que seus familiares, em vida, vivam longe de DEUS. Mas o Pai permite que eles ajudem na salvação deles.

INTERCEDER PELOS QUE NÃO REZAM:

Pedir pelos que não pedem. Interceder pelos que não sabem!

14. Uma sobrinha de José já falecida, que ele não a conhecia e estava na Glória; Pedia: "Rezem pelo meu pai que está bem de saúde física mas muito mal espiritualmente. Quero vê-lo no céu!

Há milhares de pessoas vivendo neste estado. As almas do purgatório têm, de certa forma, o conhecimento do que se passa com os seus e isso é também fonte de sua angústia, de seu próprio Purgatório.

ENSINAR A REZAR: Quando quiserdes rezar, dizeis assim: Pai nosso... Reze pelas almas! Salve ALMAS!

15. Uma Freira, irmã de Hilda que mora em Rondônia. O Arcanjo explicou que a pedra se deve por Hilda ter-lhe ensinado as 15 Orações;

Vejam, JESUS promete a salvação também àquele que ensinar estas orações. Seja pois um apóstolo das 15 orações. É fácil salvar-se!

NUNCA ESQUECER DAS SANTAS ALMAS:

O Purgatório precisa mais do que nunca de você!

16. Severo, o pai de Hilda, falecido há mais de 50 anos. Estava ainda no purgatório.

Deu a pedra pedindo: "Preciso da reza de vocês" e desapareceu. Não rezavam mais por ele;

Imagine, 50 anos! Quantos dos nossos não estão lá abandonados, até por séculos, milênios!? Pense nisso e reze. Reze muito pelas almas. Disso pode resultar a sua própria salvação.

DOAR ATÉ AQUILO DE QUE NECESSITAMOS: Ouro não compra céu. Apenas oração, caridade, amor!

17. Sobrinho de José, falecido e no Purgatório. Deu uma de suas pedras, embora precisasse dela.

Pediu: Preciso das orações de vocês. Rezem por minha mãe, que vive uma vida não muito boa;

O padecente, se der suas "pedras" para outro, tem diminuída a sua conta de graças além de que isso não lhe acrescenta méritos para si. Isto só acontece com os militantes.

REZAR. CONTINUAR REZANDO PELOS FALECIDOS: Quem sabe se eles já estão salvos?

18. Inês, uma amiga da infância de Hilda. Usa sobras de orações, de "pedras" e as retorna para a salvação da amiga. Mais uma prova do intercâmbio maravilhoso de graças.

Algumas pessoas, embora falecidas ha décadas e tenham até ido direto para o céu, continuam recebendo orações e Missas dos seus entes queridos. Eles vão acumulando estas graças e as podem retornar. Interessante, que eles não crescem de nível dentro do céu por isso. O grau de glória que você recebe no céu é conquistado exclusivamente na terra.

ANULAR-SE PELOS OUTROS: Ser ninguém para si e tudo para os outros!

19. Irmã de Hilda, falecida como santa. Está no céu. Era paupérrima mas ajudava os pobres. Disse:

"Ajudo Hilda, com as pedras que me sobraram, por muitas orações que me foram dirigidas. Retorno-as para que Hilda se salve. Nossa irmã Ester está ainda no Purgatório e precisa de orações".

Veja, novamente uma alma intercedendo pela outra. Isso só acontece em casos como o desta revelação, que é muito rara e apenas pela vontade de Deus.

SER CAPAZ DE SOFRER PELOS OUTROS:

Dar a vida pelo irmão. Qual a maior prova de amor?

20. Neta de dona Hilda. Está ainda viva. Apoia sempre e reza muito pela avó.

Esse ato de "aturar" a um idoso é grande fonte de graças; Ajudar aos outros, apoiar, animar, incentivar nas orações, elogiar, ser amigo, ser bom, escutar, tudo é imensa fonte de graças. Nada se perde para Deus. É isso que nos salva e salva outros.

ACONSELHAR PARA O BEM: Felizes os que aconselham para o bem! Ai dos que aconselharem para o mal!

21. Padre Armando! Vive hoje na Itália. Muito amigo da família. Aconselhava-os muito! É muito provável que continue de lá, rezando pela família. (Veja, ele está lá longe...)

Não importa onde se esteja neste mundo. Basta rezar por alguém, esteja onde ele estiver, toda a oração feita com o coração, atinge o coração de Deus e Ele sempre atende, a seu modo.

COMPREENDER OS OUTROS: Nem todos pensam igual.

22. Neto de Hilda, filho de Aldo. Sofria porque a mãe não aceitava a sua esposa e isso o magoava muito. Entretanto, sofria calado e tal atitude lhe valeu uma pedra.

Só os que sofrem com resignação terão parte com o Pai. É réu de culpa quem procura dividir seus sofrimentos com os outros. Pior ainda, quem faz os outros sofrerem.

SER PACIENTE: Contemporizar. Não querer sempre ter a razão.

A paciência tudo consegue...

23. Neta e afilhada de dona Hilda. Sofreu horrores nas mãos dela. Brigavam muito. Já não brigam;

A neta mudou, pediu perdão, mas Hilda a continuava maltratando. Reza pela avó;

Muitas almas poderiam sair do Purgatório ou nem para lá precisariam ir se os sofrimentos fossem oferecidos pelas almas. Quantos milhares de boas ações se "perdem" assim.

AMAR, AMAR, AMAR! O AMOR tudo pode! Amar ao próximo como a nós mesmos...

24. Uma amiga de juventude de Hilda. Falecida. Está no céu; Tem pedras de sobra;

Para "canalizar" estas "pedras" ou graças, muitas vezes há um pedido de alguém conhecido. Os glorificados podem atender a estes pedidos. Muitas vezes José teve a visão de sua mãe na glória e do Padre Vítor, como que "liderando" e buscando por estas "sobras de graças".

ACEITAR OS DEFEITOS DOS OUTROS: Compreender os outros e aceitá-los como são. Eis um dom incrível!

25. Maria Angelina: Sofre com a mãe que as vezes é má e invejosa; Reza muito pela mãe;

Muitas pedras têm este nome; Pelo fato de sofrer muito e calada pela mãe; Tem muitas pedras.

Uma mãe pode santificar um filho. Pode também, facilmente, condenar um filho. O arcanjo São Miguel explicou que, se apenas Maria Angelina, tivesse aceitado e tratado bem a mãe, a teria salvado sozinha, sem a necessidade de toda esta "ponte".

SER IGREJA: Participar da vida da Igreja. Ajudar o pároco nas atividades paroquiais. Apoiar! Corrigir!

26. Felipe, o avô de José, falecido; Na glória; (O mesmo da história do início deste livro)

Disse ele: é obra da Amélia (Mãe de José, falecida) ela pediu-me ajuda!

Um típico exemplo de "ajuda" de um glorificado a pedido de outro "santo". Isso acontece apenas pela permissão de Deus, cujo plano de Salvação é magistral e incrível. Maravilhoso!

AJUDAR-SE MUTUAMENTE: Quantos créditos ganhou Simão Cirineu ajudando Jesus a levar a Cruz?

27. Um carreiro todo, feito pelos 7 filhos de José e Angelina; Cuidar da vovó "Não é fácil!"

Cada um com sua dose diária de convívio, "aturando a avó", sem retrucar, soma aos poucos os méritos e as graças que são canalizadas por Deus para aqueles que delas precisam.

REZAR, REZAR, REZAR! Nunca é tarde para começar a rezar. O Nilton pensava assim e veja onde foi parar!

28. Um colega de José, ministro da Eucaristia. Reza as 15 Orações por orientação de José. Lembrou de as rezar naquela noite, já tarde, depois do jogo da seleção brasileira e teve a graça.

É mérito específico de quem reza as 15 Orações. Porque quem as reza, não o faz para si e sim para os outros e por isso a promessa da Salvação. A graça é transferida e acumulada.

ACEITAR A SUA CRUZ: Se você não aceitar a sua leve Cruz em vida, poderá carregar uma pesada no Purgatório.

29. Um genro de José. Vivo. Sofreu muito na vida e por isso lhe valeu uma pedra.

Milhares, milhões de vezes mesmo, Deus canaliza graças, tanto para padecentes quanto para militantes, sem que as pessoas saibam disso. Este "intercâmbio", é milhares de vezes mais poderoso e mais incrível do que toda a rede de comunicações dos homens.

OUVIR ATENTAMENTE: O melhor conselheiro, às vezes, é o bom ouvinte.

30. Nilta. Era amiga de dona Hilda há mais de trinta anos atrás. Falecida. Está na glória

Pede: "Rezem por meus filhos VPS e VS, que precisam de oração".( Que estão vivos ainda)

Neste caso uma Santa, pede orações para seus filhos vivos. Porque mesmo que este santo possa rezar e interceder pelo seu familiar, as vezes é necessário uma "ponte", como esta, para salvar uma pessoa já quase perdida. Suas orações, sozinhas, não "contrabalançam" mais os pecados.

FAZER-SE PRESENTE NA SOLIDÃO: Fazer-se sempre presente na vida do irmão!

31. A namorada do filho de José. Ajuda muito a dona Hilda quando pode. Faz-lhe companhia.

As vezes não é preciso um grande tempo de convivência. Basta ser gentil por um momento e no momento certo, para se receber uma graça. Deus vê e pesa tudo.

DECIDIR-SE A MUDAR DE VIDA: Deixar de ser frio e morno, para que Deus não nos vomite fora da boca.

32. A própria dona Hilda. Algumas "pedras". Mas é um mínimo em relação ao total necessário.

Depois que foi informada deste processo todo, mudou muito de vida; todos podem sentir isso.

É preciso que a pessoa se esforce um mínimo para obter a salvação. Esperar pelos outros é correr o risco de se perder para sempre. Este tipo de comportamento, quase sempre pega um longo Purgatório e muito sofrimento. Porque é também, de certo modo, um desafio a Deus.

NÃO INTROMETER-SE NA VIDA DOS OUTROS: Não cercear a liberdade nem o direito dos outros!

33. A sogra de uma filha de José. Sofreu muito porque estava para se separar do marido; Hilda, em vez de ajudar, incentivou a separação do casal. Os filhos pequenos sofreram muito.

Veja que terrível. Quantas pessoas se metem na vida dos outros. Aconselham para o mal. Que torrente de pecados se comete neste campo. Quantos se perdem eternamente por causa disso!

ABENÇOAR, EM NOME DE DEUS: Um padre santo, pode santificar milhões de almas. Dizemos: Milhões!

34. O padre velhinho, Frei X... As pedras dele, em diferentes carreiros formam uma flor; Muitas pedras para este sofrido e fiel sacerdote. As maiores, por sinal são dele!

Os sacerdotes santos têm imensas graças para distribuir. São os prediletos de Deus. Cada ato de evangelização correto adquire para ele imensos méritos junto a Deus. O homem comum de fato não chega nem aos pés do sacerdote. Mas, também na mesma proporção serão cobrados.

As pedras dele, devem-se a ter confessado Hilda. Confessar-se! Eis o que falta. Quanto mais os confessionários do mundo estão vazios, mas se abarrota o Purgatório e se enche o inferno!

SER CARINHOSO COM OS OUTROS: Um toque, um abraço, um beijo, uma afago... Deus vê e soma tudo!

35. Outra neta de Hilda, filha de José e ainda viva. Sua dedicação a avó, lhe valeu muitas pedras.

Um carinho na avó. Eis o que basta para merecer graças. Eis o que pode, "até" salvar uma alma. Não são necessários "atos heróicos", apenas "gestos amigos", delicadeza, amor! Só!

NÃO CONDENAR NINGUÉM:

Condenar os outros, eis uma forma de condenar a si próprio!

36. A sogra de dona Hilda. Falecida há muitos anos. As duas brigavam; Está ainda no purgatório;

Disse: "Hilda não deve me condenar. Deve lembrar só o que eu fiz de bom senão eu não sairei mais daqui. O meu marido já está salvo, mas eu vou demorar. Tem muita gente aí que eu magoei*" Ela falava com muita dificuldade como se sentisse imensas dores. José perguntou

sobre os seus sofrimentos mas ela só respondeu: Rezem muito!..

ZELAR PELA OBRA DE DEUS: Amar a DEUS sobre todas as coisas!

37. Um missionário redentorista conhecido da família, ainda vivo! Pregou "missão" na localidade.

Veja, nem sempre a graça é adquirida naquele dia ou naquele momento. O militante que tem suas graças para distribuir, pode ter conquistado este direito, às vezes, há muitos anos. No entanto, ele não diminui a própria soma de graças com isso. Pode sim, até aumentar.

NUNCA JULGAR OS OUTROS: Não julgueis, para não serdes julgados....

Julgar é colocar-se no lugar de Deus.

38. A irmã mais nova de Hilda, viva, ligada à Igreja Universal! Uma senhora muito bondosa.

Como? Por que a pedra, se eles não rezam pelos padecentes, nem acreditam no Purgatório?

DEUS é sempre justo. De fato, outras religiões cristãs não acreditam no Purgatório mas vão também para lá. E, às vezes, permanecem ali infinitos tempos porque ninguém reza por elas. Tornam-se assim também "almas mais abandonadas". E quantos milhares de almas deste tipo não existem lá em padecimento incrível?

AJUDAR DESINTERESSADAMENTE: Quem espera retorno, já teve a sua consolação...

39. Uma carreira de todas as almas que foram salvas, em parte, pelas orações deles. Trata-se de pessoas da família ou conhecidos.

As pessoas deste carreiro, já eram santas antes de vocês rezarem por elas disse São Miguel.

Devolviam assim, graças que já haviam recebido em excesso. Prova de que os laços familiares de certa forma continuam na eternidade. Prova de que a família é a base da salvação.

TER A CORAGEM DE SER SANTO: "Sede Santos, assim como o PAI é Santo".

40. Madre Teresa de Calcutá. (?) Dúvidas! Porque a ajuda de Madre Teresa? Como?

Aqui José explica: Faltavam na verdade apenas 3(três) pedras para concluir a ponte, quando passamos, eu e Angelina, a ser furiosamente "atacados" pelos demônios, que não queriam que se concluísse a "ponte". Palavrões, zumbidos, gritos, urros...tudo se confundia. Era difícil discernir o certo do errado. Eu ficava tonto e com vontade de fugir dali. Os demônios lutavam desesperados. Duas pedras rolaram com grande estrondo, abafando tudo ao redor. Silêncio...

De repente, São Miguel intervém e diz: Essas duas pedras são de Madre Teresa de Calcutá, para encerrar a ponte e acabar com os ataques dos demônios...

Por que Madre Teresa? Lembrei-me que há tempos atrás eu havia tido a visão de Madre Teresa, em nossas orações pela cura de dona Hilda: Disse-me então: Eu não sei se adianta curar a Hilda já que vive reclamando de seus problemas e pedindo a Deus pela morte. Acho que seria melhor deixá-la morrer. Contei isso a sogra e a partir daquele dia não mais falou em morrer. Deus usara aquela mensagem para dar mais "tempo" a Hilda a fim de que se salvasse.

Quantos milhões de almas podem ser glorificadas por um único santo como São Francisco ou por uma pessoa incrível como foi Madre Teresa?

RESPONSABILIZAR-SE PELA SALVAÇÃO DOS OUTROS: Ninguém se salva sozinho! Salve almas e salve-se!

41. Mãe de dona Hilda. Já no céu há muito tempo! Tem pedras de sobra. Aparece nas pedras finais e diferentes formando o "piso da ponte".

Todas as pedras são importantes. No conjunto elas formam o peso em graças necessárias para salvar uma alma. O valor ou o mérito de cada graça é Deus quem fixa. Nada se faz sem Ele.

SER HUMILDE: Maria, foi a maior, porque se fez a mais pequena.

42. Madrinha de José. Outra das pedras do piso da ponte.

Porque esta pedra tão importante? O Pai, que tudo vê, é responsável por todos e conhece cada um até nas suas profundezas, sabe o que é realmente "maior" e "melhor" e está atento.

MINISTRAR OS SACRAMENTOS: Ide, pregai o Evangelho.. Batizai-os...

Eis aí um ato do AMOR!

43. Mais um sacerdote....Outra pedra do piso...

Ah! se todos os padres fossem santos! Pelas graças que teriam, praticamente ninguém cairia sequer no Purgatório, quanto mais no inferno!

OBEDECER INCONDICIONALMENTE:

Maria foi única e singular porque se fez escrava do Senhor!

44. José, naturalmente. Tem também sua pedra! Méritos que Deus lhe dá.

Nem um fio de cabelo escapa da justiça Divina. Até o trabalho de receber mensagens e de se expor ao ridículo, a ser chamado de louco soma incríveis méritos. Jesus diz: Sejam "loucos"!

FAZER A VONTADE DE DEUS: JESUS foi "obediente até a morte"!

45. Joana, Paulina, Francisco, Brígida, Bento, Gertrudes, José, Tarcísio!

Incrível! São os nomes dos Santos da devoção de Hilda. Aqui fica mais uma vez bem clara aquela frase dita por Nossa Senhora e que vai no início do livro: Quanto mais santos houver no céu, mais o céu poderá ajudar a terra.

Não é tudo: Mas eis aí parte do "preço caro que o Céu paga", para ter uma alma de volta.

Não é tudo, porque ainda existem centenas de outros atos que você pode praticar para levar almas a Deus. É só realizá-los com o coração e com esta intenção. Você, amigo leitor, já se perguntou quantas almas se salvaram pelas suas orações? Nenhuma? Vai chegar então, diante de Deus, com as mãos vazias?

José e Aarão

Para ler o livro completo:  CIQUE AQUI