A VOCAÇÃO DE CADA UM - Sacerdotal, religiosa, matrimonial ou leiga

Quando você quer seguir uma profissão, são muitos os caminhos a seguir, não?

Pois é. Dá pra escolher aquela que dá mais dinheiro, a que ajuda a se realizar melhor, aquela de que mais gosta, etc.

Mas quando se fala de vocação, a história é diferente. A escolha é limitada. Isso porque vocação não é exatamente a mesma coisa que profissão, nem simplesmente a mesma coisa que dom ou talento pessoal. A vocação é um chamado especial de Deus para cada pessoa. Todos somos chamados para alguma coisa. É para isso que Deus nos dá os dons. Eles não são a vocação, mas um instrumento que Deus nos oferece para que possamos viver a vocação da melhor maneira possível.

É assim que existem as chamadas VOCAÇÕES ESPECÍFICAS, que na Igreja são quatro:

a) Vida sacerdotal:
São os padres. Pessoas consagradas a Deus pelo sacramento da Ordem. Com a unção recebida das mãos do Bispo, recebem autoridade para consagrar a Hóstia, transformando-a no corpo e sangue de Cristo, e dar a absolvição dos pecados. Apenas homens podem ser sacerdotes na Igreja Católica.


b) Vida Religiosa:
São homens e mulheres consagrados a Deus para viverem um determinado carisma. Atendem o chamado de Deus e pronunciam os Votos de pobreza, castidade e obediência dentro de uma determinada congregação religiosa. Um exemplo são os Irmãos
Lassalistas, que dedicam toda a sua vida à educação da infância e da juventude. Há ainda Irmãos e Irmãs que trabalham com saúde, idosos, comunicações, etc. Cada uma tem o seu carisma próprio e destina-se a propagar o evangelho no mundo, levando a proposta do Reino de Deus às diversas pessoas e culturas.


c) Vida matrimonial:
São as pessoas que casam. É das vocações talvez a mais conhecida e mais desejada. Uma família bem estruturada serve como um celeiro para as demais vocações. Dentro da Igreja, o matrimônio tem uam função muito importante, que é a de ser testemunha do amor de Deus. O casal tem a missão de educar bem os seus filhos na fidelidade a Deus e ao seu amor de pai.


d) Vocação leiga:
É a vocação do cristão comprometido. Aqui se encaixam todas as pessoas que ajudam na Igreja: Diáconos permanentes, catequistas, ministros, etc. Há ainda determinados movimentos de leigos consagrados. É a vocação por essência do cristão porque quando este assume com garra a sua essência de batizado, assume também o compromisso de ser evangelizador.

E VOCÊ? QUAL A SUA VOCAÇÃO?
DE QUE FORMA VOCÊ VAI SEGUIR A CRISTO?


http://br.geocities.com/suavocacao/especificas.