DOM SINÉSIO SE DESPEDE

Em sua saudação no início da celebração, Dom Sinésio apresentou palavras de despedida e agradecimento. Disse que procurou executar seu trabalho da melhor forma possível, sendo que muito ficou para Deus e outro tanto está ficando para Dom Canísio. Ressaltou que se sente forte e tem disposição para continuar a trabalhar. Quer “continuar a servir a Igreja”.

Na semana que antecedeu a posse de Dom Canísio, mais especificamente na noite de 9 de julho, a comarca de Santa Cruz agradeceu a Dom Sinésio através de uma missa e um jantar. Foram aproximadamente 300 pessoas que se reuniram na paróquia Santo Antonio, sendo que vários grupos aproveitaram o ensejo para entregar uma lembrança ao bispo que está passando para a benemerência.

Durante a celebração da posse do novo Bispo, Pe. Astor manifestou o agradecimento dos padres a Dom Sinésio. Dom Canísio renovou o convite a Dom Sinésio para que fique “muito próximo de mim, sendo meu auxiliar”, dispondo o bispado como sua casa, “respeitando, claro, sua liberdade e vontade”.  

Durante o jantar, junto com as homenagens de acolhida, também tiveram seqüência os agradecimentos. O arcebispo melquita Dom Fares Maakarou de São Paulo, afirmou ter encontrado em “Dom Sinésio um grande amigo”, que irá guardar com muito carinho em seu coração.

Na hora das despedidas, os abraços se repartiam entre os dois bispos. A Dom Sinésio o carinhoso abraço de gratidão. A Dom Canísio, o abraço de fraterna acolhida. E assim, o trabalho evangelizador continuará a ser feito nas “terras da Santa Cruz”.