ENSINAR CERTO - O que é DOUTRINA e o que é "da doutrina"

No Paraíso terrestre, após a queda original, Deus-Pai anuncia  a Adão e Eva a vinda do Redentor e estabelece de antemão, a Virgem Maria como a adversária pessoal de Satanás: "Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. (Gênesis 3,15)


Os protestantes mudaram o texto bíblico de Gênesis 3,15, para excluir a Virgem Maria da promessa de Redenção feita ainda no Paraíso, por infinita misericórdia de Deus-Pai.

É necessário que sejamos seguros na defesa da veneração à Virgem, explicando aos protestantes, que, no Catolicismo, veneração não é Adoração.

    Adoração, somente a Cristo, Que é Deus; e o fato de Cristo ser Deus, é uma Verdade com a qual, graças a Deus, os protestantes concordam!

    Se, no dicionário, veneração é sinônimo de adoração, isto é lá no dicionário, não em Catolicismo!

    No Catolicismo, adoramos Cristo; abaixo d'Ele veneramos a Virgem, e, abaixo da Virgem, veneramos os outros Santos e os Anjos.

 

    Na multiplicação dos pães,  Jesus encheu-se de compaixão, à vista daquelas multidões, porque elas eram como ovelhas sem pastor... Ele tomou os cinco pães e os dois peixes, elevou os olhos para o céu, e após haver rendido graças, Ele os benzeu... Mais de 5.000 homens comeram e ficaram saciados. (Conforme São Mateus 9,36; 14, 13-21).

     6Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois, pegou os sete pães, e deu graças, partiu-os e ia dando aos seus discípulos, para que o distribuíssem. E eles os distribuíram ao povo.
    7Tinham também alguns pei­xinhos. Depois de pronunciar a bênção sobre eles, mandou que os distribuíssem também. 8Comeram e ficaram satisfeitos, e recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram. 9Eram quatro mil, mais ou menos. (São Marcos 8, 6-9)

 
     1 - Os sacerdotes judeus estavam preocupados somente com as aparências, tendo de fato abandonado a Doutrina que Deus lhes havia confiado,  e se negavam a aderir às verdades ensinadas pelo Redentor, O Qual não reconheciam.

    É claro que numa situação destas, eles não eram pastores  de ninguém. Os judeus, coitados, não tinham quem os orientasse de verdade, e as orientações que recebiam eram distorcidas. Ir aos templos era até deseducativo, a multidão sentia essa frustração, por isto corria atrás dAquele que era o dono da Verdade.      

 

 

    2 - Muitos de nós vivemos hoje numa situação parecida com a dos judeus.

    Muitos evangelizadores como que pararam de evangelizar, falando e cantando, ou trabalhando semelhantemente aos membros de ONGs, às vezes até muito: mas, sem ensinarem direito a Doutrina. Vejamos uns poucos exemplos:

     2.1 - Nas igrejas; nas rádios, televisões, sites, livrarias e revistas católicas; freqüentemente encontramos muita emoção, nos socializamos, nos alegramos, recebemos conselhos às vezes até lúcidos,  recebemos palavras de auto-ajuda, mas sem muito embasamento na Doutrina.

    Amor, caridade, compaixão, misericórdia, perdão, tolerância, paz, discriminação, preconceitos, inclusão, direitos humanos, família, vida, ecumenismo, ambientalismo, etc, são termos usados até a exaustão; mas falta quem explique o que é cada uma dessas coisas, no Cristianismo.

    Freqüentemente não nos dizem "Faça assim porque assim está escrito na Sagrada Escritura, livro tal, cap. tal, versículos tais  e tais", ou "Faça  assim porque São Tomás de Aquino disse assim assim assim".

    Por ex., vi um evangelizador aconselhar não sermos viciados em Internet, mas ele esqueceu  de ensinar que vícios são idolatrias que vão de encontro ao 1º Mandamento. Infelizmente, os pastores geralmente não ensinam anós, ovelhas, a correspondência dos comportamentos quotidianos com o amor a Cristo sobre todas as coisas.

    A apresentadora da televisão mundana perguntou ao pastor o que a Igreja recomendava que a mulher sofredora do marido, fizesse. Ele respondeu que ela deveria usar... a Lei Maria da Penha! Ou seja: ele não respondeu à pergunta da apresentadora. Depois de responder à pergunta, ele poderia chegar, sim, à lei dos homens, mostrando que a lei Maria da Penha concerta com a Lei de Deus. Como a televisão hoje é vista quase no planeta inteiro, o pastor perdeu a chance de orientar muitas ovelhas.

     2.2 - A vida dos Santos não é devidamente transmitida: nem as vidas dos mártires, nem a vida dos que não morreram mártires, mas viveram mártires, dando bom exemplo (1ª coisa!), ensinando, dando o peixe, mas sempre que possível, ensinando a pescarConhecemos o nome de um número muitíssimo pequeno de Santos, mas... eles são muitos!!!
 
    2. 3 - Na China comunista, por ex., sacerdotes são presos, o Vaticano fica até sem saber onde eles estão,  freirinhas sem móveis se mudam o tempo todo, quando percebem que  os comunistas vão chegar, mas,... qual é  a televisão católica que dá estas notícias?!...  

    Os evangelizadores usam a palavra Inclusão  exaustivamente, mas os missionários em terras pagãs e terras comunistas foram EXCLUÍDOS da pregação, das homilias, dos programas de televisão e de rádio, das revistas... 

    Os missionários em terras pagãs e terras comunistas tornaram-se invisíveis.

     2.4 - Freqüentemente não há orientação sobre como o cristão deve votar, sobre as ideologias, a maçonaria, os livros e filmes contra a Igreja, etc. Os acontecimentos diários no planeta, que demolem o Cristianismo geralmente não são comentados.

    Por ex., o Ministro da Saúde resolve gastar o dinheiro dos impostos (milhões de reais) não com os doentes que precisam de medicamentos caros e  de uso continuado. Resolve gastar comprando e dando lubrificantes aos homossexuais, e editando uma Cartilha a ser distribuída largamente, sobre como maximizar o prazer do sexo homossexual.  Seria apropriado que os pastores falassem disso com as ovelhas, condenassem este tipo de comportamento, relacionando-o com os Mandamentos, com o Catecismo.

     2.5 - Há poucas semanas, Padre Zezinho lamentava o elevado número de livros contra a Igreja, nas livrarias do mundo,  a ausência total de livros católicos nessas mesmas livrarias, e a pobreza de livros verdadeiramente católicos nas livrarias católicas. Nesse contexto, as ovelhas compram e gostam de qualquer livro contra a Igreja, ou que lhes pareça cheio de ternura, de historinhas comoventes: mas nem toda ternura, nem toda historinha comovente tem a ver com o verdadeiro Cristianismo.
 

    2.6 - Dizer a Verdade ou dizer o que o católico quer escutar? Usar a linguagem católica ou a linguagem do mundo? Por ex., um pastor respondendo a uma senhora cujo marido havia aderido às relações homossexuais, deseducou as ovelhas, usando  a expressão opção sexual.

    Mas, a ninguém Deus permitiu escolher "eu nasci mulher, mas vou ser homem", "eu nasci homem, mas vou ser mulher". Às pessoas com o problema do homossexualismo, só resta uma opção: vestir-se de acordo com o sexo que Deus lhe deu, ser casto, não realizar cirurgia, não ser ativista de direitos humanos antinaturais.

     2.6 - Encíclicas e outros documentos, ou do Papa ou das autoridades vaticanas, são publicados, mas nós, ovelhas, nem ficamos sabendo, ou quando sabemos da publicação, ignoramos seu teor.  

    Se não bastasse, muitas vezes, o Vaticano, mesmo sem negar a Verdade Revelada por Deus,  ter que dizer coisas exigidas pelas outras religiões, os tradutores às vezes ainda modificam o que o autor escreveu. 

 

     Conclusão:  Vamos usar nosso bom-senso para discernir o que é da DOUTRINA e o que é da doutrina. Procurar ler livros católicos de fato, deixar de nos empolgarmos com o misticismo que só alivia o instinto místico, procurar ouvir e ler  e aprender dos evangelizadores que praticam a Doutrina, conseqüentemente A ensinam.