NOSSA SENHORA DOS ANJOS - PATRONA DA CAPELA

NOSSA SENHORA DOS ANJOS - PATRONA DA CAPELA

Quem foi Nossa Senhora dos Anjos?

Este belo título mariano tem origens franciscanas. A Ordem dos Frades Menores mantém em uma planície próxima à cidade de Assis, na Itália, a majestosa basílica de Santa Maria dos Anjos, que abriga em seu interior a capela da Porciúncula, onde deu-se a morte de São Francisco. Considera-se ali o local da fundação da Ordem Franciscana.

O nome de Santa Maria dos Anjos provém do fato de que naquela ermida, fundada por quatro peregrinos de retorno da Terra Santa, era venerado um fragmento do túmulo da Madona e que sempre se ouvia no local o canto dos espíritos celestes.

Frei Tomás de Celano, primeiro biógrafo de São Francisco, narra o amor do santo para com aquele local dedicado à Nossa Senhora chamado "Porciúncula", que quer dizer "Pedacinho":

"O santo teve uma preferência especial por esse lugar, quis que os frades o venerassem de maneira toda particular e quis que fosse conservado como espelho de toda a sua Ordem na humildade e na altíssima pobreza, deixando sua propriedade para outros e reservando para si e para os seus apenas o uso... O bem-aventurado pai dizia que lhe tinha sido revelado por Deus que Nossa Senhora tinha uma predileção por aquele lugar, entre todas as igrejas construídas no mundo em sua honra. E era por isso que o santo gostava mais dela que das outras".
(Tomás de Celano, Vida II, Primeiro Livro, cap. 12).

Foi naquela capela que Francisco recebeu a célebre indulgência do "Dia do Perdão", celebrado anualmente a 2 de agosto. A festa do Perdão é ainda hoje uma da mais importantes da Ordem Franciscana. Esta indulgência foi estendida à toda Igreja Católica pelo Papa Pio XII.

Oração à Nossa Senhora dos Anjos

Lembrai-nos, ó piedosíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer, que algum daqueles que recorreram a Vossa proteção, imploraram a Vossa assistência e reclamaram o Vosso socorro, fosse por Vós desamparado. 
Animado eu, pois, com igual confiança a Vós, ó Virgem bendita, como à minha mãe recorro, de Vós me valho, e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prosto a Vossos pés. 
Não rejeiteis minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai-vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que vos rogo (pedido). Amém.


Augusta Rainha dos Céus e Senhora dos Anjos, Vós que desde o princípio recebestes de Deus o poder e a missão de esmagar a cabeça de satanás, humildemente vos rogamos que envieis as legiões celestes, para que, às vossas ordens, persigam os infernais espíritos, combatendo-os por toda parte, confundam a sua audácia e os precipitem no abismo.
Amém.


Nossa Senhora dos Anjos, Rogai por nós que recorremos a vós.