O PECADO - Mistério de iniquidade

" Não pequem; mas se alguém pecou, temos um advogado junto do Pai, Jesus Cristo, o Justo" (1Jo 2,1-2).

1.Muitas vezes cometemos erros em nossa vida. Quando esses erros dizem respeito ao comportamento moral e são feitos conscientes e planejadamente, então acontece o pecado. Recusamos a felicidade da amizade de Deus e não aceitamos seu projeto de amor. Com o pecado destruímos a nós mesmos e destruímos a harmonia do universo, gerando o sofrimento e a morte.

2.A raiz do pecado é o egoísmo. A pessoa age sem levar em conta Deus e o próximo. Ela quer determinar o bem e o mal. Esse egoísmo que centraliza tudo no ser humano gera a busca desenfreada do prazer, a ambição pelo poder e a ganância do ter sempre mais. Os frutos do pecado são a destruição, a mentira, a maldade entre as pessoas. Isso transforma nossa história num mar de violência e de dor, de injustiça e infelicidade.

3.O pecado tem uma dimensão social. O pecado irradia sua maldade para muita gente e seus efeitos atingem pessoas inocentes, cria uma mentalidade permissiva ou uma cultura do mal que escraviza as pessoas. O pecado não permanece e deturpa não só as pessoas que o cometem, mas atinge as estruturas da sociedade tornando-a injusta e perverte as relações criando o ódio, a violência e o mundo de exclusão. Ele se manifesta nas pessoas em forma de ação pecaminosa através de pensamentos consentidos, de palavras e atos praticados; em forma de omissão deixando de fazer por desprezo ou indiferença, falta de compromisso, preguiça; em forma de organização, através de leis, regras da vida sociais, econômicas e política que são injustas. É o chamado "pecado social".

4.Com o pecado destruímos a imagem de Deus em nós e nos outros. Antes de ofender a Deus, o pecado é autodestruição do ser humano. Provoca ferida no coração humano e destrói o sentido maior da própria vida. Quanto mais colaboramos com a mentalidade de pecado, mais pecadores nos tornamos.

5.O pecado é uma fraqueza e engano que o ser humano comete. Podemos ver as conseqüências para o ser humano e para a história. Muitas vezes o pecado aparece como uma ocasião para ser feliz, mas é um engano. Outras vezes a pessoa se preocupa com as infrações de leis, mas não tem consciência de pecados bem maiores como: desonestidade no trabalho, no comércio; salários injustos, insensibilidade e indiferença diante dos que não têm o necessário para sobreviver; violência, falsidade, calúnia, etc...

6.A bondade de Deus é maior que qualquer pecado. Para o cristão o mais importante é a certeza da misericórdia de Deus, que ama e quer salvar a todos. Sempre que reconhecemos nosso pecado e nos arrependemos, temos certeza de que Deus nos perdoa. O importante é não nos desanimarmos e afastar-nos de Deus. Ele nos dá a graça para vencermos o pecado e sermos verdadeiramente felizes.

Fonte: Missões Redentoristas


Leia na Bíblia: Lc 12,2-5; Jo 8,31-47; Rm 5,17-19; 1Jo 3,7-10; Gn 3,1-24; Dt 8,31-47; Mt 4,1-11;5,21-48; Lc 5,18-26; 15,11-32; Jo 3,16-21; Rm 1,18-32; Gl 5,13-26; 2Ts 2,7-12; Salmos 21(31); 51(50); 103(102).