PALMAS NA IGREJA - Opinião

PALMAS NA IGREJA - Opinião

Em todos os lugares em todas as igrejas católicas é comum bater palmas. Ora se bate palmas para Jesus ora para Maria, mas principalmente se bate palmas e se canta o tradicional Parabéns a você para os aniversariantes, para os formandos, para os catecúmenos, para  os noivos, para os batizandos e assim vai a interminável lista.

Aqui na minha cidade é raro o dia em que não encontram um motivo para aplaudir alguém ou aplaudir alguma coisa na missa e quase sempre antes da bênção final.

 

O que você acha disso? Você concorda e você também ajuda a bater palmas na Igreja?

Se na sua Igreja ainda tem o Sacrário exposto em lugar de destaque onde está JESUS EUCARÍSTICO, então vamos refletir juntos sobre esta questão das palmas.

Se você ainda acredita que JESUS está presente na EUCARISTIA e que portanto ELE  é o único a ser homenageado e a ser respeitado na SUA CASA, antes, durante e depois da missa, então vamos aprofundar nossa reflexão antes de continuar batendo palmas para os aniversariantes, para os formandos e assim por diante.

 

Se você vai tomar a EUCARISTIA, lógico, depois de confessar-se (I Cor 11,22-34) ou de pelo menos fazer um exame de consciência e então decidir se você está em  condições de ir à Comunhão e você acredita que a hóstia é muito mais do que um simples pedaço de pão ou uma simples ceia, mas é o CORPO DE CRISTO que você vai tomar, então vamos juntos  meditar quem é o único que deve receber nossa homenagem e nossa adoração na missa.

 

Se você concorda que a missa é a renovação do sacrifício incruento de CRISTO NA CRUZ e que a Igreja é um lugar sagrado e de respeito, e que a Igreja não é o salão de festas de um clube e muito menos um lugar para aplausos, risos e gritos,  então quero convidar você a começar a rever  estes conceitos que aos poucos foram sendo introduzidos na Igreja Católica de forma equivocada e que com toda a certeza deixam JESUS muito triste.

 

Poderíamos ir muito além nesta linha de raciocínio, por exemplo, discutindo se a missa é uma coisa alegre ou uma coisa séria e triste, onde Jesus morre novamente por causa dos meus pecados, da minha indiferença, da minha negligência e do meu pouco caso.

Poderíamos continuar e perguntar porquê eu vou à missa, como eu vou à missa, quando eu vou à missa e principalmente o que vou fazer na missa?

 

Poderíamos ainda refletir sobre como me preparo para ir à missa, o que eu levo para oferecer a Jesus, com que roupa eu vou à missa, como me comporto na Igreja e que tipo de devoção eu tenho durante a missa?

 

Por fim cabe ainda refletir porque eu não vou mais seguido à missa?

 

Sim, porque a missa tem um VALOR DE REMISSÃO INFINITO, porque é o próprio JESUS quem a celebra na pessoa do sacerdote.  São Leonardo disse: “Uma Santa Missa ouvida durante vossa vida será de maior benefício a vós do que muitas ouvidas por vós após vossa morte”.  Também Santo Afonso de Ligório nos diz: “ O próprio Deus não pode fazer que haja uma ação mais santa nem maior que a celebração de uma Santa Missa”.  E São Pedro Julião Eymard nos lembra que: “A Eucaristia é a suprema manifestação do amor de JESUS: depois dela, nada mais há senão o Céu”. 

Se você chegou até aqui concordando, pelo menos, que a missa não é uma festa e que a Igreja não é um salão de festas, então você concorda que o local mais apropriado para bater palmas e cantar Parabéns a você e trocar cumprimentos e abraços, dar risadas e conversar animadamente é o clube ou a praça da sua cidade.

 

Por último, se você não concorda que a Igreja não é o lugar mais adequado para se festejar coisas que nada tem a ver com a missa, pelo menos você concordará que temos que ter respeito pelas pessoas que vão a Igreja e à missa para rezar e participar do SANTO SACRIFÍCIO  e assim necessitam de silêncio e de “clima”  para conversar com JESUS PRESENTE NA EUCARISTIA, pedir e agradecer e entrar em COMUM UNIÃO COM ELE.

 

joaomateus@tecksoft.com.br