A DECADÊNCIA DO MUNDO

* FICAR COM DEUS *

Pensando na decadência do mundo, depois de tanto tempo, voltei a escrever. Estava hoje pela manhã pensando em Deus, entreguei a Ele meu coração e Lhe disse que eu sou todo Dele.

E lendo um artigo sobre a influência de satanás no mundo, veio em mente o quanto a Igreja Católica regrediu. Demos vez às outras igrejas, perdemos fieis até para seitas satânicas.
Mas não é para menos. Padres ainda falam em Leonardo Boff, que já foi excomungado faz tempo. Lêem livros dele e acham as historinhas para ensinar fascinantes quando este homem não ensina nada de bom. As pessoas pagam muito dinheiro para assistir uma palestra dele e em quanto ele fala, a Igreja Católica perde fieis.


Sim porque ele não está autorizado a falar em nome da Igreja Católica, mas vejam aonde vai o amor que ele tanto diz que tem Leonardo Boff só sabe falar mal da Igreja Católica. Ele até poderia combater os dogmas, falar mal do que os católicos acreditam, mas não, a única razão de sua existência é falar mal da Igreja Católica, ele não faz outra coisa se não isso.

Perdemos fieis porque existem hoje padres que só pensam em dizimo. Não passa uma missa se quer que no comentário não exista a palavra dizimo e até sempre tem aquele cartaz na frente do altar dizendo dizimo. Colocam a palavra dizimo mais visível que o próprio Jesus.
Jesus esta num canto, mas o dizimo bem visível no centro da Igreja. E por ai vai. Já tem até pastor rezando no altar católico, o que falta mais?

A igreja Católica ficar vazia, sem ninguém, nem mesmo os padres? Existem hoje mais pastores de satan do que padres no altar. Hoje até a televisão fala mais alto que o padre, coisa que antigamente não existia. Falha nessa quem falar que a televisão não existia naquela época, porque essa atitude medíocre não é de cinqüenta anos atrás e se a televisão ganhou tanta força foi porque nós mesmos deixamos que isso acontecesse.

Daqui a pouco permitirão que qualquer um reze uma missa. Pois temos padres que, pasmem, nem acreditam mais na presença real de Jesus na Eucaristia. Dizem eles que o apocalipse já passou e que os milagres de Jesus não são milagres.

Pessoas que como diz São João, não eram do nosso grupo, porque se fossem permaneceriam unidas com o Santo Padre, Bento XVI. Os ensinamentos dele são puros, assim como o próprio coração. Mas seus gritos por conversão já não são mais escutados. Preferem os povos escutar os gemidos do inferno ao ouvir a voz do nosso doce Bento chamando para Jesus.
Gosto da música, Bento bendito o que vem em nome do Senhor. Do Gian e Giovani se não me engano. Fala de um Bento que prega, Deus é amor, sim e nesses tempos de trevas, bendito és tu Bento XVI que vem em nome de Jesus, chamar os povos para o amor de Deus, para a conversão, para o Deus em primeiro lugar.

Hoje encontros católicos, sejam para oração, sejam musicais, perde em publico para a chegada do papai noel. Sim em minúsculo porque essa palavra é minúscula por essência. São Nicolau chora no céu ao ver o que os homens fizeram com a sua imagem. Ele que sempre quis Deus em primeiro lugar, vê a humanidade atribuindo a ele a imagem de papai noel, que está sendo colocado antes do próprio menino-Deus que nasce para a salvação dos homens.
Ainda bem que esse ano ninguém me mandou nada desse pai noel, que de santo não tem nada, se bem que selecionei bem a nova lista de pessoas que me mandam e-mail´s. Chega de viver para crescer, para ser rico. Temos é que ter a consciência que antes disso tudo vem Deus e é para Ele que vivemos.

Ele nos deu a vida, morreu por nós e tudo por amor que o povo ingrato não sabe dar valor. Eis que chegará o dia em que Ele por uns instantes irá atender ao pedido da humanidade e nos deixar por um momento só.

Ai ficaremos então com os boff´s, os papais noéis, os satanistas, os desafiadores. Ai de nós, ai do mundo, ai de mim, porque Deus foi colocado em segundo plano, Deus foi deixado de lado, foi pedido para Deus se afastar de nós e deixar-nos. Ai de quem pediu ai de todos nós.
Vivos sentiram inveja dos mortos, isto a Bíblia nos diz e me da arrepios só ouvir isto. Mas assim tem que ser. O homem de hoje precisa realmente sentir o quanto Deus nos ajuda, nos ama e nos cuida. Por isso Deus vê a necessidade de nos deixar a sós um minuto.

Sim digo um minuto, porque se fosse mais, ninguém sairia vivo. Olhe para o mundo e sinta por si mesmo. Se com Deus nós protegendo e ajudando existe no mundo maldade e guerras, imagine sem Ele a nos guiar. Mas não é Deus que quer isso, somos-nos raças de ignorantes que por orgulho esquece que Deus é o centro de tudo.

Nessa história colocam Deus no canto, dizimo e Boff no centro e viva a festa da partilha, da fraternidade. Alias fraternidade é uma palavra má, não é de Deus, assim como a palavra igualdade também não vem de Deus.

Quem quer que sejamos todos iguais é satanás que nos quer escravizar. Ele sim quer todos escravos. Deus nos criou diferentes, cada um com seu talento, dispostos a crescimentos diferentes, não falo aqui de crescimento pessoal nem material, mas crescimento espiritual, da alma.

Fraternidade é outra forma de satanás conquistar os homens. Não existe fraternidade a custa de almas. A custa da exploração de tantos irmãos. Fico muito triste quando entro numa igreja e vejo o padre exaltando a fraternidade e a igualdade com tantas pessoas sendo exploradas, mortas.

Com tantos abortos no mundo, com tanta dor causada ao Santo Padre e ao próprio Deus. Padres hoje têm sítios, tem salário, tem vida boa. E nas missas vem com aquele discurso de fraternidade e igualdade. Muita gente não tem a vida que leva um padre, que vive à custa dos pobres, que tanto eles falam que temos que ir buscar.

Será que aquele ditado está se infiltrando na Santa Igreja? Façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço? Isso é moda nas outras igrejas, mas na Católica não. Jesus mesmo pediu que saíssemos do universo das palavras e déssemos exemplos de vida de tal modo que o mundo inteiro reconheça que somos cristãos. E estamos fazendo isso?

Seminaristas são levados aos bailes e festas pelos próprios padres. Onde já se viu, num lugar que deveria pregar oração, desapego, fé, os seminaristas são tratados como meros alunos e levados a perdição. O papa que pediu para os seminários serem lugar de santidade deve estar muito triste com isso.

Mas o que é pior são pessoas que se dizem católicas abandonando a Igreja para se aventurar por outros caminhos. Dizem que na Igreja tem muita coisa errada. Mas nós católicos devemos rezar para que tudo seja curado. E entender que só Deus pode curar essa chaga.

Crucificam Jesus novamente quando isso fazem, na Sua Igreja, que é sim Santa. Averigüemos irmãos para que não sejamos sinais de queda, mas sim de salvação. Fiquemos atentos aos sinais, a Igreja, o Papa, os padres, enfim toda a Santa Igreja precisa de nossa oração.

Deixemos este mundo, com seus boff´s, seus dízimos errados, suas igrejas mundanas de lado e oremos para que Deus não se afaste por nenhum minuto. Um minuto sem Deus com certeza será o fim de tudo, dia esse que não tarda em chegar.

Fiquem com Deus.
 
André Luiz Boschetti
Sem Deus, tudo perde a graça.