O FESTIVAL DE FALSOS TESTEMUNHOS

CONTRA DOM JOSÉ CARDOSO SOBRINHO: 

1 - Todo órgão, todo órgão tem normas mais importantes, que, desobedecidas pelos membros, estes são expulsos: OAB, Conselhos de Farmácia, Odontologia, Medicina, Administração, Engenharia, Arquitetura, Clubes, Igrejas protestantes, etc... Todos os órgãos. Todos os órgãos. A Igreja Católica também.

    A OAB, os Conselhos, por ex., dizem que o seu membro expulso teve o registro cassado. A Igreja diz foi excomungado.

    Excomungado significa  apenas sem comunhão com  a Igreja. Fora da Igreja. Só isto. Por que tanto preconceito contra esta palavra?!...

 

    2 - Norma importante da Igreja é não abortar. Porque é considerado assassinato de uma pessoa em estado embrionário ou fetal, que não tem qualquer possibilidade de defesa. Assim sendo, quem pratica abortos é considerado excomungado pela Igreja. Ela diz isto no Código Canônico; está escrito lá. Mas é só a pessoa se arrepender, está  perdoado por Cristo, que é Deus, e volta ao seio da Igreja.

 

    3 - Claro que a menina de 9 anos não foi excomungada.

    Apesar de a idade da aparência dela e a idade dos órgãos reprodutores serem muito superiores à idade cronológica, para a excomunhão, seria preciso ela ter usado o livre arbítrio, o que não foi o caso, quando os adultos decidiram por ela.

  

    4 - Então, Dom José não excomungou ninguém, muito menos a menina.    

    O Código Canônico é que estipula excomunhão para quem, usando mal o livre arbítrio que Deus lhe deu, peca contra o 5º Mandamento, assassinando pessoas em estado embrionário ou fetal, ou seja, sem QUALQUER chance de defesa.

 

 5 - Dom José queria salvar três vidas, dando assistência médica, material, psicológica, espiritual, à menina; cujos órgãos reprodutores não são de uma menina de 9 anos de antigamente. E caso necessário seria feita uma cesariana. Se ela não quisesse as crianças, elas seriam encaminhadas para adoção.

 

    6- Outro falso testemunho é que Dom José inocentou o amante da mãe da menina, monstro que praticava sexo com ela há três anos. O que Dom José disse é que, infelizmente, o Código Canônico não prevê excomunhão para estupradores, o que é uma pena, o que é lamentável. 

    Nunca as autoridades vaticanas pensaram que  esse crime hediondo fosse ficar tão freqüente.

    Muitos Levantadores de Falsos Testemunhos contra Dom José, lembraram os casos de padres pedófilos. A Igreja, nunca, jamais, aprovou os sacerdotes homossexuais pedófilos e "adultófilos", que tanto dor trouxeram e trazem à Igreja, que fica preocupadíssima com as vítimas.

    A Igreja, inclusive, não pode ser responsabilizada se os padres homossexuais, de algum modo, foram protegidos por pessoas, dentro do que o Catecismo condena como sendo Cumplicidade entre Pecadores.

    Um exemplo dessa Cumplicidade, vemos quando o caso de homossexualismo é com adultos, pois a mídia esconde. É importante refletir sobre isto...

    O monstro que praticava sexo com a menina há três anos, pecou mortalmente contra o 6º Mandamento, e é preciso muito arrependimento, total e sincero, para Cristo, Que é Deus, perdoá-lo.

    Espera-se que a JUSTIÇA HUMANA o conserve na cadeia por muitos e muitos anos.  

 

    7 - Espera-se também que as mães parem de ser tão inocentes, não coloquem mais qualquer homem dentro de casa; e, se viúva ou mãe solteira namorando em Castidade, para contrair MATRIMÔNIO, preste atenção se não está colocando seus filhos a mercê de um tarado. 

 

    E MAIS UMA VEZ, A IGREJA TEM RAZÃO. QUANDO MÃES OBEDECEM AO 6º E 9º MANDAMENTOS, ESSAS  DESGRAÇAS NÃO ACONTECEM...