O MAIS BÁRBARO DOS CRIMES

Bebês inocentes e indefesos são triturados e jogados no esgoto:

40 milhões de bebês abortados na Espanha

27.05.2009 - O novo Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Antonio Cañizares, expressou sua preocupação pela eventual liberalização do aborto no país e recordou aos 40 milhões de bebês que sofreram uma morte violenta por esta prática na Espanha.

Em declarações a “'Els matins” de TV3, o Cardeal Cañizares indicou que vê com preocupação “que se elimine violentamente um ser humano inocente, débil e indefeso, porque sempre é um mal muito grande para a humanidade”.

“Mais de 40 milhões de seres humanos se destruíram legalmente quando a legislação teria que dar apoio aos direitos e à justiça. Foram destruídos mais de 40 milhões de vidas através da medicina, quando a medicina tem que curar”, indicou.

Do mesmo modo, advertiu que o Governo “pretende levar a cabo uma mudança social e cultural muito grande, fazer uma sociedade e uma cultura totalmente novas” e “procuram como ponto de referência fomentar o aborto por causa do desconhecimento da verdade do homem, o desconhecimento da dignidade da pessoa e o desconhecimento dos direitos humanos.
O Cardeal Cañizares acrescentou que “estes são os princípios nos quais se assenta a sociedade cristã-romana. Podemos deixar estes princípios, mas depois teremos deixado de ser o que somos”.

 
 
 
Descobrem trituradores de fetos conectadas a deságües em clínicas de Barcelona

29.11.2007 - BARCELONA, 29 Nov. 07 / 12:00 am (ACI).- O jornal ABC revelou "detalhe terríveis" da operação policial e judicial contra quatro clínicas de Barcelona acusadas de praticar de forma reiterada abortos ilegais. Segundo o jornal, nestes macabros recintos "acharam-se máquinas trituradores de fetos conectadas aos deságües".

A investigação segue em curso e até o momento conta com seis detidos. Fontes citadas pela ABC asseguram que durante os registros "encontrou-se uma máquina trituradora na Clínica Ginemedex e os restos da instalação de outra em outra clínica, TCB".

"Estas máquinas trituram os fetos-bebês de grandes dimensione e os reduzem a uma pasta que em seguida supostamente se fazia desaparecer por um deságüe. Assim, apagava-se a ‘prova do delito’ e se evitava a obrigação legal de levar estes ‘resíduos orgânicos reconhecíveis’ a incinerar", indicou o jornal.

A juiz que instrui o caso vê indícios para culpar aos seis detidos –incluindo o dono do conglomerado Barnamedic, Carlos Morín– dos delitos de associação ilícita, aborto ilegal, falsidade documentário e intrusão profissional.

Além de Morín, entre os detidos, figura sua esposa, Maria Luisa Durán Salmerón, que administrava a clínica TCB, e o médico cubano Pedro Ávila.

 
 
 
 
Seguirei chamando filhos das trevas os promotores do aborto, afirma Cardeal Sandoval

06.06.2007 - MEXICO - O Arcebispo de Guadalajara, Cardeal Juan Sandoval Íñiguez, afirmou que seguirá chamando "filhos das trevas" a quem promova o aborto porque se trata de um crime, e indicou que é assunto dos membros do Partido da Revolução Democrática (PRD) se sentem aludidos, porque não disse outra coisa distinta aos que pode dizer um Bispo.

"Eu chamei filhos das trevas aos que promovem o aborto e o seguirei dizendo por que o aborto é um assassinato, é um crime e o homicida, diz o Evangelho de São João, é o demônio, que é o príncipe das trevas; e os que promovem o homicídio pois são filhos das trevas. Já se a carapuça serviu neles (o PRD), assunto deles", expressou.

Do mesmo modo, informou que ainda não foi chamado pela Secretaria da Governo para responder à denúncia que interpuseram os representantes do PRD em Jalisco como resultado de suas declarações, mas afirmou que isso o tem "sem cuidado". Nesse sentido, assinalou que este partido ataca os cardeais porque precisam chamar a atenção, procuram "refletores".

"Começaram mal (com a denúncia) porque dizem que 'A Jornada disse'. Eu não respondo a intrigas, eu respondo o que digo, e isso tenho sem cuidado. Além disso, quero dizer: Um Bispo não pode dizer outra coisa a mais do que disse", declarou.

 
Fonte: ACI