ORAÇÕES PARA CONVERSÃO

1. PELOS HEREJES, JUDEUS E MAÇONS.
 
Orações pela conversão dos hereges e cismáticos.
 
I  -  Ó Maria Santíssima, Mãe de misericórdia e Refúgio dos pecadores, nós Vos suplicamos que Vos digneis olhar compassiva para os povos heréticos e cismáticos. Vós que sois o Trono da Sabedoria, iluminai o seu entendimento miseravelmente envolto nas trevas da ignorância e do pecado, a fim de que conheçam claramente que a Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana é a única verdadeira Igreja de Jesus Cristo, fora da qual não pode haver santidade nem salvação. Terminai a sua conversão, alcançando-lhes a graça de abraçarem todas as verdades da nossa fé, e de se submeterem ao Romano Pontífice, Vigário de Jesus Cristo na terra, de sorte que, estreitamente unidos a nós pelos dulcíssimos laços da divina caridade, não haja senão um só rebanho e um só Pastor, e todos possamos, ó Virgem gloriosíssima, cantar eternamente, transportados de júbilo: Alegrai-Vos, Virgem Maria, Vós é que exterminastes todas as heresias. Amém.
          (500 dias de indulgência)
(Fonte: "As mais belas orações de Santo Afonso", CSSR, Editora Vozes, Petrópolis – 1961, página 626).
 
  
          II.-  Ó Virgem poderosa, que, única, destes golpe mortal a todas as heresias em todo o mundo, dignai-Vos de libertar o universo cristão dos laços do demônio. Volvei os Vossos olhos misericordiosos às almas seduzidas pela astúcia de satanás, para que, rejeitando o veneno das heresias, os corações transviados se arrependam e voltem à unidade da verdade católica, mediante a Vossa poderosa intercessão junto a Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que vive e reina em união com Deus Pai, em união do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. Amém.
          (100 dias de indulgência)
(Fonte: "Adoremus – Manual de orações e exercícios piedosos", Dom Frei Eduardo José Herberhold, OFM, Recife – 1929, XV edição, página 291).
 
 
 
2. Oração pela conversão dos infiéis
(de São Francisco Xavier)
           Deus eterno, Criador de todas as coisas, lembrai-Vos de que as almas dos infiéis são obra de Vossas mãos, e que são feitas à Vossa imagem e semelhança. Vede, porém, Senhor, como em desdouro do Vosso Nome o inferno se enche destas almas. Lembrai-Vos que Jesus Cristo, Vosso Filho, derramou todo o Seu Sangue e padeceu Morte atrocíssima por elas. Não permitais, pois, Senhor, que o Vosso Filho seja por mais tempo desprezado pelos infiéis. Deixai-Vos antes aplacar e mover à piedade pelas orações de Vossos Santos e da Igreja, Esposa de Vosso santíssimo Filho. Lembrai-Vos da Vossa misericórdia e, esquecendo a sua idolatria e infidelidade, fazei que também eles, enfim, conheçam a Jesus Cristo, Nosso Senhor, que é nossa salvação, vida e ressurreição nossa, e por Quem fomos livres e salvos, a Quem seja dada honra, glória e louvor para sempre. Amém.
          (300 dias de indulgência)
(Fonte: "Adoremus – Manual de orações e exercícios piedosos", Dom Frei Eduardo José Herberhold, OFM, Recife – 1929, XV edição, página 292).
 
  
 
3. Oração pela conversão dos judeus
 
          Deus de bondade, Pai de misericórdia, nós Vos suplicamos pelo Coração Imaculado de Maria e pela intercessão dos Patriarcas e dos Santos Apóstolos, que lanceis um olhar de compaixão sobre os restos de Israel, a fim de que eles reconheçam nosso único Salvador, Jesus Cristo, e que participem das graças preciosas da Redenção.                                                                Pai, perdoai-os, porque eles não sabem o que fazem. Amém.
(100 dias de indulgência)
 
(Fonte: "A conjuração anticristã", Mons. Henri Delassus, Paris – 1910, página 696).
 
 
 
 4. Oração pela conversão dos maçons
 
                 Senhor Jesus Cristo, que manifestais a Vossa onipotência principalmente pela piedade e misericórdia, e que dissestes: 'Orai pelos que vos perseguem e caluniam', imploramos a bondade do Vosso Sacratíssimo Coração pelas almas que, criadas segundo a imagem de Deus, mas miseravelmente enganadas pela sedução ardilosa dos maçons, andam cada vez mais pelas veredas da perdição. Não permitais, pois, que a Igreja, Vossa Esposa, continue a ser oprimida por eles, mas deixai-Vos antes aplacar pelas súplicas da Santíssima Virgem Maria, Vossa Mãe, e pelas orações dos justos. Lembrai-Vos da Vossa infinita misericórdia, esquecei a malícia deles, e fazei que também eles voltem a Vós, que consolem a Igreja pela mais perfeita penitência, que reparem os seus delitos e alcancem a bem-aventurança eterna. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.
 
(Fonte: "Manual de Nossa Senhora Aparecida", CSSR, Aparecida – 1954, XV edição, página 284).