ONDE OS SANTOS ANJOS SE FAZEM PRESENTTE

Anjo e diabo tem um significado na nossa vida: 

 
O ANJO É MENSAGEIRO:
 
O relato do milagre da salvação através de Deus e Seu Santo Anjo encontram-se no terceiro capítulo do livro do Profeta Daniel.
 
No A.T. e N.T. os que temiam a Deus clamaram por socorro e Deus enviou Seus Anjos como salvadores.
 
Desde a anunciação até a gloriosa Ascensão ao Céu, a vida de Jesus foi acompanhada por Santos Anjos.
 
Também na história dos Santos, encontramos inúmeros episódios e experiências com os Santos Anjos.
 
Poderíamos perguntar: Como se explica o fato da Sagrada Escritura aludir tantas vezes aos Santos Anjos, enquanto que, no decurso dos séculos posteriores, tão poucas referências se lhes fazem e mal se ouve falar deles, como é que a seu respeito quase nada aprendemos?
 
Olhemos a nossa própria vida! Durante a infância a fé em nosso Anjo da Guarda estava viva e firme. Na oração, nunca nos esquecíamos de lhe pedir auxílio, e freqüentes vezes ele intervinha na nossa vida, protegendo-nos, ajudando-nos ou salvando-nos de algum perigo.
 
Mas com a idade, alargou-se o campo das nossas idéias, tornamo-nos egoístas. Ocupados com nós mesmos, fomos perdendo a vista o nosso silencioso companheiro que então se retirou discretamente. Não que ele desaparecesse do nosso lado, mas nunca mais o invocamos nem lhe pedimos conselho. É nossa culpa este silêncio em volta do Santo Anjo.
 
O mesmo acontece na história da humanidade inteira. No princípio, os homens olharam com fé para o alto, invocando os intercessores celestes, e estes, por amor e segundo a Vontade de Deus, ajudaram muitas vezes. A sagrada Escritura no-la diz em numerosas passagens. Mas depois, a humanidade considerou-se cada vez mais auto-suficiente e o inimigo infernal aproveitou-se disso.
 
Ele apressou-se a apresentar-lhe a figura do Anjo como coisa herética, desnecessária e, finalmente, como tema secundário da nossa fé, só tolerável na arte. Chegamos hoje a este ponto. Se o mal em redor de nós não aumentasse tão ameaçadora e perigosamente, talvez ainda não tivéssemos ouvido o apelo de Deus, para nos assegurarmos do auxílio dos Seus servos poderosos.
 
O Anjo é mensageiro, Jesus Cristo como Homem-Deus é mensageiro. Assim o Pai criou os Anjos em vista ao Seu Filho. Eles são chamados “servos de Deus”.
Jamais podemos cair nos pensamentos de dúvidas quanto à existência dos Anjos, nem criticar seu ser e agir ou diminuí-los. Estando os Santos Anjos ao lado do homem, Deus não passará por cima das ofensas que são feitas a eles.
 
Quanto aos anjos repudiados de Deus, os quais chamam a Sagrada Escritura: satanás e dragão, diabo e serpente, adversários infernais e demônios; eles desde a tentação no paraíso e por milênios de anos se esforçaram e esforçam para a queda do homem.
 
Anjo e diabo têm na nossa vida um significado muito maior do que pensamos. Não faz bem sobre isto fazer escárnio e julgar-se elevado e esclarecido sobre estas coisas.
 
É melhor reconhecer a ajuda dos Santos Anjos e assegurar a intercessão e poder deles. Pela sua ajuda vamos claramente reconhecer os poderes das trevas, sem conceitos turvados, e com nossos ajudantes poderosos lutar contra o adversário infernal e rebatê-lo.
 
Solange Gastl